Nous Aimons Antonio Bokel

Quando você iniciou a sua carreira como artista plástico?

Considero que iniciei em Florença, na Itália, em 2001. Nessa época eu morava lá e a cidade havia me inspirado muito, então resolvi pintar uns quadros. Circulando pelas ruas da cidade, descobri uma galeria de arte contemporânea muito boa e eu passava todos os dias por lá para conferir as novidades. Um dia, o dono me chamou para conversar, eu disse que era artista e que tinha pintado uns quadros.. e ele quis ver. Levei os cinco quadros que eu havia pintado, ele gostou de um, e no dia seguinte estava pendurado na parede da galeria… foi quando decidi que era o que eu queria fazer.

As artes plásticas sempre foi sua meta ou você teve outras profissões? Você sempre soube que seria artista?

Sempre soube que eu tinha algo com desenho e praticava a pintura desde muito pequeno. Nunca foi de brincadeira, eu sempre levei a pintura muito a sério. Tenho quadros guardados de quando tinha 9/10 anos. Na adolescência quis ser músico e acho até hoje que a música esta muito ligada a minha produção artística. Estudei design, o que me ajudou muito também. Tudo isso me acrescentou muito. No fundo, eu sabia que queria ser livre e o que me dava mais liberdade era a criação, e resolvi buscar esse caminho.

Em quem você se inspirou no começo de sua carreira e em quem se inspira agora?


Quando era bem pequeno tive uma professora, a Verinha, que cuidava de mim quando minha mãe viajava ou estava ausente. Ela pintava arte Naif e foi minha primeira influência. Na adolescência eu era influenciado por Jimi Hendrix e Sex Pistols pela rebeldia. Lembro que o David Carson me mostrou o caminho da Rebeldia no design da Faculdade. Depois veio Basquiat , Cy Towbly, Rauschemberg, Antoni Tapies, entre outros pintores. O pessoal do Grafite também.

Quais são suas principais infuencias?

Cy Towbly, Basquiat , Antoni Tapies , Picasso, Rauschemberg, Mira shendel, Amilcar de Castroe, etc.

Qual foi a pessoa que primeiramente acreditou em seu talento e como isso influenciou sua carreira de artista?


Quem primeiro acreditou foi eu mesmo, depois corri atrás de mostrar para ter certeza. Teve  o galerista de Florença, que me fez acreditar mais ainda, e me deu o ponta pé inicial. Quando voltei ao Rio, um galerista chamado Marcus Aurélios da extinta Haus arte contemporânea , que foi como um pai pra mim e me incentivou muito. Ele acreditou mesmo e ficava super empolgado com os trabalhos que eu mostrava. Ele comprava telas enormes para eu poder pintar, colocava meus trabalhos em destaque na galeria, me chamave de gênio. Na verdade, gênio era ele que tinha uma grande visão. Lançou muita gente boa no mercado, mas morreu há alguns anos.

Como você vê a arte no mundo atual? 
Há um significado politico/social nas artes? E no Brasil?

Arte está cada vez mais diversificada o que a torna ainda mais interessante, com a Internet, e a arte de rua, ficou tudo muito mais fácil. Mostrar o trabalho não depende mais de um espaço, como a galeria. Tem artista de tudo quanto é tipo, uns mais engajados outros menos, uns buscando fama e dinheiro, outros querendo passar mensagens politicas e sociais, outros apenas encarando como um trabalho normal, tem espaço para todos e a arte possibilita isso…

No Brasil acho que a arte esta no melhor momento , na verdade a ascensão da arte tem muita a ver com a economia….

Como você definiria a sua arte? Algum significado especial? Alguma temática?

Não gosto muito de rotulo e definições , mas defino como um trabalho.

Como você espera que as pessoas reajam as suas obras? O que pretende transmitir?

Espero que reajam mais pelos sentidos e menos pela razão, como uma música boa.

Você tem um quadro preferido?

Sempre o último que pintei.

Como desenvolveu seu estilo?

Trabalhando obsessivamente.

Nos conte um pouco sobre sua trajetória profissional.

Trabalho , trabalho e trabalho….um pouco de social e de volta ao trabalho trabalho e trabalho…

Onde podemos ver seu trabalho, hoje?

No meu ateliê, na Internet, as vezes na rua e na galeria Jaime Portas Vilaseca.

Que mensagem você gostaria de deixar para os novos artistas plásticos?

Pensem na arte e não em serem artistas.

Perfil – Jogo Rápido:

Signo: 
áries

Cor: 
todas e nenhuma

Maior Qualidade: os defeitos

Maior Defeito: as qualidades

Cheiro: sentido

Lugar: onde me sinto bem

Paixão: impulso

Filme Preferido: ROCKERS

Música Predileta: Acknowledgement John Coltrane

Livro: O poder do Mito

Medo: trava

Inspiração: A vida

Melhor momento: o agora

Programa favorito: que acontece sem programar

Número da sorte: 37

Superstição: os sinais

Hobby: roupa que se usa depois do banho

Animal: solto

Vida: nascimento e morte várias vezes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s