As Aventuras de Tintim – Denise Araripe Pinturas

Tem exposição nova no pedaço! Denise Araripe, artista de mão cheia e mãe de um queridíssimo amigo meu, Pedro Araripe, inaugurou na semana passada a exposição Denise Araripe Pinturas, que faz uma releitura das histórias de Tintim, que, junto com seu cão Milu e o Capitão Haddock, são protagonistas da série de livros do autor belga, Hergé.

Imagem

Denise inspirou-se na discussão criada pela viúva do autor que processou o artista francês Bob Garcia por inserir Tintim em seus livros. Em uma das obras, a artista replicou repetidamente a seguinte frase: “Artigo 47 da Lei 9.610/98”, lei brasileira que trata da liberdade de uso das imagens.

Imagem

Imagem

ImagemImagem

ImagemImagemImagem

Paulo Sérgio Duarte, diretor do Centro Cultural Cândido Mendes, selecionou a mostra: “Denise é uma artista neo-pop. O ressurgimento do pop, com as apropriações que carrega, se dá em um novo contexto, diferente dos deslocamentos de objetos que se dão na sobras de Duchamp e Warhol. Tudo é mais veloz, e essa discussão está na ordem do dia”.

A mostra tem 13 paineis incríveis sobre o tema. Não perca, pois a exposição ficará em cartaz somente até o dia 17 de fevereiro!

Centro Cultural Cândido Mendes
Endereço: Rua Joana Angelica, n. 63, Ipanema

Exposição: 17 de Janeiro a 17 de fevereiro de 2012
Horário: 2° a 6° de 14 às 20hrs sabado 16 às 20hrs

Street Art nas ruas do Leblon

Em um dia de chuva, frio e cinzento como foi o de hoje, nada melhor do que andar pelas ruas podendo contemplar bonitos desenhos..

Faixada de casa abandonada na Rua General St. Martin

Faixada de uma farmácia ainda fechada pela manhãSuper espirituoso, não acham!? Um colorido super gostoso para o início do meu dia..

Os brasileiros estão com tudo em NY

Nova York está definitivamente mais brasileira nesta semana. Após a realização, na noite desta última segunda-feira, do IX Gala do BrazilFoundation, na New York Library, começa hoje, mais um evento brasileiro por lá.. a 1500 Gallery começa a expor “Ramos”, fotografias tiradas pelo fotógrafo Julio Bittencourt na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Para quem não sabe, a Galeria 1500, apesar de ser em NY, se dedica exclusivamente à nova safra de fotógrafos brasileiros que estão com tudo lá fora e Júlio é um dos fotógrafos em ascensão mais aclamados e reconhecidos do nosso país.

Segundo o artista: “A Princesinha do Mar e a Garota de Ipanema não vêm a esta praia. Aqueles que frequentam o Piscinão de Ramos são diferentes e possuem um conjunto completamente diferente de padrões de beleza que estamos acostumados a ver nas revistas de moda. Ainda sim, as figuras são bastante generosas e com curvas para lá de suculentas, implorando para serem espremidas. As mulheres de Ramos exibem suas curvas orgulhosamente e olham para a câmera como se estivessem falando: “há quem goste …”

Para aqueles que não moram no RJ e estão por fora do que se trata o Piscinão de Ramos, é uma praia artificial construída na Zona Norte do Rio de Janeiro e foi inaugurada em 2001 pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro em parceria com a Petrobrás.

O Piscinão está sempre lotado, é barulhento e poluído, além de ser conhecido pelos seus frequentadores – digamos – meio excêntricos. Sem hierarquia social, sem padrões de beleza das capas de revistas, é um tipo joie de vivre comum da Zona Norte. Por lá, o que importa não é sair bem na foto, mas sim, sentir o sol na pele, enquanto se bebe uma cachaçinha.. o importante ali é ser feliz.

Veja algumas fotos da exposição que vai até 28 de janeiro de 2012:

511 West 25th Street, #607
New York, NY

Louise Bourgeois: O Retorno do Desejo Proibido – no MAM/RJ

A exposição reúne 112 obras, todas produzidas entre 1942 e 2009, de um dos nomes mais emblemáticos da arte no século XX, Louise Bourgeois.

Entre os mais diversos rascunhos, esculturas, desenhos e instalação, surge a alma de uma atormentada artista, com os fantasmas de seus relacionamentos e introspecções.

Louise foi uma artista plástica conhecida no Brasil por sua escultura Maman, uma enorme aranha que, na maior parte do tempo, permanece em exposição no MAM-SP, na marquise do Ibirapuera, está agora expondo no MAM-RJ e sua famosa aranha, Maman, está nos gramados do Flamengo do flamengo.

Fortemente influenciada pelo surrealismo, pelo primitivismo e por escultores modernistas como Alberto Giacometti e Constantin Brancusi, seus trabalhos tendem a ser abstratos e altamente simbólicos e intensos.

Nem preciso dizer que o programa é imperdível, não é?

A curadoria é de Philip Larratt-Smith.

MAM: AV. INFANTE DOM HENRIQUE, 85,

PARQUE DO FLAMENGO.

Ultimos dias de Miles Davis no CCBB

 

A mostra Queremos Miles – Miles Davis, a Lenda do Jazz, que entrou em cartaz no CCBB/RJ em janeiro deste ano, está nos últimos dias.. a exposição acaba dia 28 de setembro.

Se você ainda não foi conferir, a mostra está bem bacana. Por meio de ambientes temáticos, a exposição percorre a carreira de um dos maiores músicos de jazz do século XX. Concebida pela Cité de La Musique, de Paris, a mostra consiste na exposição de cerca de 300 itens, dentre gravações, obras de arte (como pinturas de Jean Michel Basquiat e Mati Klarwein, fotografias de Annie Leibovitz e Irving Penn), vídeos, documentários, roupas, instrumentos musicais e partituras cedidas pela família de Miles, colecionadores particulares e parceiros.

A exposição reconstitui a trajetória do artista em música e imagens. A cenografia é especialmente elaborada com tecnologia acústica, para permitir a fruição das gravações de referência do artista, com alto padrão de áudio.

Aproveite! A entrada é franca!

CCBB Rio de Janeiro
Rua Primeiro de Março, 66 Centro – RJ
Período: 02 de agosto a 28 de setembro de 2011
Terça a domingo, de 9h às 21h